ORGANISATION / PORTUGUESE

A ENA (European Nurserystock Association), a Associação Europeia de Viveiristas, representa as organizações de produtores de toda a Europa. As plantas vivas são propagadas, cultivadas e comercializadas nos produtores de viveiros e plantas ornamentais, os quais são membros diretos de organizações regionais ou nacionais que, a um nível superior, são membros da ENA.


As organizações europeias criaram uma associação europeia, a ENA, de forma a permitir uma melhor cooperação económica, social e cultural a nível internacional. Assim, é possível haver uma consciencialização da responsabilidade que deve existir em todos os viveiristas, melhorando o fornecimento de plantas, para todos os locais e fins.


Os 25 anos de história da ENA demonstram que a cooperação entre membros conduz a uma obtenção de resultados lucrativos mútuos. A ENA promove a cooperação entre, as organizações nacionais de promoção dos viveiros de plantas ornamentais e institutos de investigação.


Desde a sua constituição, um número crescente de associações de viveiros aderiram à ENA e, neste momento, estão filiados 22 países. A ENA representa mais de 27.000 viveiros de plantas ornamentais em mais de 125.000 hectares, empregando um total superior a 200.000 trabalhadores. Na União Europeia (UE), os membros da ENA representam cerca de 80% do volume de negócios relacionados com plantas.

Finalidades da ENA

Através das suas organizações e membros profissionais, a ENA representa, a nível internacional, os interesses comuns dos produtores e comerciantes de produtos de viveiros e plantas ornamentais. A ENA também tenta ser uma plataforma para o intercâmbio de conhecimentos entre os membros.

Este objetivo é, entre outros, concretizado com reuniões, contatos com organizações comunitárias, organizações e autoridades nacionais e internacionais, incentivo à formação profissional com desenvolvimento científico e pesquisa, facultando documentação internacional, divulgação e exposições.


Outro objetivo principal é representar e defender ativamente os interesses dos viveiristas a nível internacional, principalmente nas instituições da UE.

 

No início dos anos noventa, com a expansão dos mercados de viveiros pela Europa, juntamente com o desaparecimento das fronteiras nos países dentro da UE, os representantes de viveiros e plantas ornamentais, na Alemanha e nos Países Baixos consideraram que havia a necessidade de existir uma cooperação económica, social e cultural mais estreita no sector. Foi dado ênfase especial à manutenção e promoção da estabilidade e à prosperidade do setor de viveiros. Nesse contexto, era visível a necessidade de uma plataforma de debate na UE e, por tal, fundou-se a Associação Europeia de Viveiristas (ENA).


Às organizações fundadoras da Alemanha e Países Baixos, juntaram-se a França, Bélgica e Reino Unido. Durante as reuniões de Conselho e Comitês, era comum o uso das três línguas: francês, alemão e Inglês. Os intérpretes profissionais estiveram sempre presentes nesses eventos, algo que durou até ao final dos anos noventa. Hoje em dia, o inglês é a língua oficial utilizado pela ENA nas suas comunicações, reuniões e na Assembleia Geral.


No início de 2013, a ENA reviu os seus estatutos e tornou-se uma NPO (Organização Sem Fins lucrativos), com a sua sede na Bélgica.


Presentemente, vinte e dois países constituem os membros da ENA: Bélgica, Bulgária, República Tcheca, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Países Baixos, Noruega, Polónia, Portugal, Sérvia, Espanha, Suécia, Suíça, Turquia, Reino Unido Ucrânia.

 

História da ENA
Intercâmbio de conhecimentos

 

A ENA promove o diálogo de questões políticas ao nível da União Europeia, mas também lida com assuntos técnicos de interesse para os membros que não pertencem à UE. São variadas as questões técnicas abordadas pela ENA que continua a monitorizar os regulamentos da UE relacionadas com o sector.

Alguns dos tópicos abrangidos pela ENA, nos últimos anos, foram:
 

  • Padrões de Qualidade da UE para os produtos de viveiro;

  • Designação dos nomes de plantas;

  • SAN-code (Speaking article Number);

  • Diretivas de embalamento;

  • Doenças das plantas;

  • Aspetos ambientais;

  • IVA

  • Regime de Pagamento Único;

  • A Perda de PFF (Produtos Fitofarmacêuticos);

  • Relatórios de pesquisa de mercado;

  • Educação;

  • A modernização do Regime Fitossanitário Comum da UE

A Estrutura ENA

O principal órgão social da ENA é a Assembleia Geral. Os membros da Assembleia Geral são nomeados pelos membros dos países associados e a duração da sua participação não é limitada. A Assembleia Geral reúne pelo menos duas vezes por ano, no inverno, normalmente na feira IPM, em Essen, e no verão, num dos países membros.


O Presidente da ENA tem o cargo de chefia da associação. Existe também um Vice-Presidente e um Tesoureiro, que são os outros órgãos sociais. No exercício das suas funções, a Assembleia Geral recorre aos serviços do Secretário-Geral, que dentro das suas competências lida com os assuntos diários da ENA.


Para uma melhor concretização dos objetivos e servir os interesses dos viveiristas europeus, a ENA tem diferentes grupos de trabalho:

  • Grupo de Trabalho da Legislação da UE, presidido por Marc Van Hulle.

  • Grupo de Trabalho de Promoção, presidido pelo Sr. Leon Smet.

  • Grupo de Trabalho para Designações Internacionais de Plantas, presidido pelo Sr. Leon Smet e dirigido pelo Dr. Marco Hoffman.

  • Grupo de trabalho em prol da Sustentabilidade, presidido pelo Sr. Harm Horlings.

Desta forma a ENA consegue aproveitar conhecimentos relevantes numa vasta gama de assuntos.

A ENA está grata pela colaboração dos seus ex-presidentes:

1991 - 1994        Alex Spaargaren (Holanda)

1994 - 1996        Andre Briant (França)

1996 - 1999        Lorenz von Ehren (Alemanha)

1999 - 2002        David Clark (Reino Unido)

2002 - 2004        Willem Sanders (Holanda)

2004 - 2006        Peter Schjott (Dinamarca)

2006 - 2008        Gwen Byrne (Irlanda)

2008 - 2010        Willy De Nolf (Bélgica)

2010 - 2012        Jaume Riera (Espanha)

2012 - 2014        Maurizio Lapponi (Itália)

2014 - 2018        Tim Edwards (Reino Unido)

2018 -                  Jan-Dieter Bruns (Alemanha)

Representante da ENA em Portugal

Associação Portuguesa de Produtores de Plantas e Flores Naturais (APPPFN).

Morada e Contactos para informações:

APPPFN

CNEMA (Quinta das Cegonhas)

Loja 1

2000-471 Santarém

Tel: +351 306058 / +351 911952386

info@apppfn.pt

www.apppfn.pt

© 2021 - European Nurserystock Association (NPO: BE0536747223) - Disclaimer - Privacy statement